Links interessantes da semana #32

alfinetes.jpg

1- Consertar para durar (e empoderar) – no Oficina de Estilo

 

ID-100273543

2- Aceitação – no Simplicidade

 

social-minimalismo.jpg

3- Minimalismo Social – no Minimus Life

 

3ff64f1aa4a181f0cd0dddf6e1e9855e.jpg

4- Sobre não gastar dinheiro e aprender a ter o suficiente – no Repete Roupa

 

motivosviagem-home.jpg

5- As coisas que perdi sendo eu mesma – no Nowmastê

 

Hoje a linkagem está menor. Como vocês tem percebido, ando me dedicando a algumas outras coisas offline e quase não tenho lido os sites que gosto. Tenho alguns projetos em andamento e algumas leituras físicas acontecendo também. Semana que vem tem post novo, uma longa reflexão. Não deixem de acompanhar.

 

Beijos!

Anúncios

Lidando com a reatividade

1-pessoa-reativa.jpg

Esse último mês está me trazendo um aprendizado tão grande que tem horas que preciso parar pra assimilar todas essas questões que tem vindo à tona de forma tão rápida. Tem sido um momento de introspecção, interiorização, revisão, decisão. E dentre as muitas questões sobre as quais venho refletido, uma em especial foi o click que me fez enxergar muitas coisas: sou uma pessoa extremamente reativa. Pessoas reativas agem de maneira impulsiva, tem a impressão de que estão sempre sendo injustiçadas e vítimas das outras pessoas ou circunstâncias.

Depois de ter descoberto isso (através desse vídeo e desse também), comecei a rever a minha forma de agir e reagir perante algumas situações e vi que na maior parte das vezes eu ajo e reajo de forma extremamente reativa. Uma coisa acontecia e lá ia eu dramatizar, reclamar, me vitimizar. Eu sentia que o mundo inteiro estava contra mim, que era só comigo que nada dava certo, que tudo o que eu pensava em fazer sempre tinha algo atrapalhando. Até na minha forma de falar com as pessoas era sempre fazendo drama, sempre me vitimizando. Não sei como eu não vi isso por tantos anos e coitadas das pessoas em me aturar sendo assim.

Uma coisa que me veio a tona é que sempre fui carente. E que quando eu passava por problemas, recebia atenção dos meus pais. Então, parece que ficou no meu subconsciente que eu sempre precisava passar por problemas para receber carinho e atenção das pessoas…E aí vocês sabem: eu atraia situações assim para que essa minha crença continuasse acontecendo. É louco, né? Mas infelizmente essa é a verdade e fico feliz de ter conseguido visualizar isso para poder transmutar essa questão e mudar minha vida.

Imagina você chegar pra conversar com uma pessoa e ela já vir despejando as coisas em você e vindo com 4 pedras nas mãos? Essa sou eu. Ou melhor, essa era eu, pois tenho tentado acalmar e respirar sempre antes de agir ou responder sobre alguma coisa ou situação. Se é fácil? Claro que não. Meu modo “natural” é ser uma pessoa reativa, então eu simplesmente falo, depois penso. E aí vejo que muitas vezes sou grosseira, antipática, sendo que não é isso que sou de verdade.

A reatividade é um dos pontos que pretendo trabalhar ao longo dos próximos anos. Mudar um hábito enraizado não é uma tarefa fácil ou simples, mas é possível. Ter consciência disso é o primeiro passo. Só sei que não quero mais agir ou responder de forma rude para as pessoas (e sei que isso não é de uma hora pra outra que acontecerá). Transmutar essa característica requer desapego, transformação, reformulação… Mas eu tô disposta.

Alguém também se sente assim?

Links interessantes da semana #31

ingredientes_toxicos_nos_cosmeticos.png

1- Ingredientes tóxicos mais comuns em cosméticos para evitar – no Um Ano sem Lixo

 

peoplevojsimpson-ep6-tabloids.png

2- Mas você gosta de moda e é feminista? – no Repete Roupa

 

NIVES-MINIMALISMO

3- Os três niveis do minimalismo – no Minimus Life

 

nunca_perdido-1024x683.jpg

4- Você nunca está perdido – no Simples Propósito

 

culpa.jpg

5- Me libertando da prisão – no Doce Cotidiano

 

Um-libelo-à-liberdade-do-meu-corpo.jpeg

6- Um libelo à liberdade do meu corpo – no Nowmastê

 

captura-de-tela-2017-09-23-acc80s-04-16-111.png

7- A liberdade de uma vida minimalista – no Viver sem Pressa

 

Bom final de semana!

Feito é melhor que perfeito

12042936_1632333283698423_1006082260607176837_n

Não sei como é com vocês, mas eu já deixei de fazer muitas coisas por não achar que estavam boas o suficiente. Eu continuo deixando de fazer por achar que não é a hora, que não tenho total capacidade e aptidão pra realizar essa coisa/projeto. Mas aí pensei: que hora melhor pra começar algo senão AGORA? Será que algum dia na vida estarei pronta pra alguma coisa? Digo, no timing perfeito? Sei lá.

Venho refletindo sobre muitas coisas. Vou fazer 29 anos e pelo que li (adoro astrologia) é o retorno de saturno, ou seja, a volta dele para a mesma posição em que estava no momento do meu nascimento e essa volta de saturno ao redor do sol leva aproximadamente 29 anos. Tcharam! É a hora!

É tempo de amadurecimento… Dizem que é quando nos tornamos adultos e a ficha cai. Poxa, pensar que já vivi 28 anos me faz refletir sobre muitas coisas: o que quero deixar pra trás e parar de repetir? O que quero que realmente aconteça na minha vida? Como, de fato, assumir as rédeas da minha vida e reconhecer que as coisas só darão certo se houver disposição da minha parte em fazer com que isso aconteça? Qual é a minha missão de vida? O que eu tô fazendo aqui nesse planeta? Olha, haja questionamento.

Esse retorno, ao meu ver, tem muita relação com o minimalismo: é quando nos livramos do que é supérfluo, das nossas ilusões e mantemos na nossa caminhada apenas aquilo que tem funcionalidade e permite nosso desenvolvimento. É tempo de assumir responsabilidade pelas nossas ações, pela nossa vida! É tempo de colheita também! De colher os frutos plantados, bons ou ruins e de renovar a terra para um novo plantio.

Ao mesmo tempo em que me dá um certo medo, me dá também vontade de fazer coisas novas, de renovar os ânimos, de mudar o que for preciso para que eu esteja cada vez mais alinhada com meus valores, princípios e meu propósito. É uma mistura muito louca de emoções, mas estou de coração aberto para ser tudo aquilo que eu preciso ser aqui e agora. Sei que não vai ser perfeito, e duvido que algum dia seja, mas vai ser feito, com presença, com amor, com carinho e com o melhor que eu puder ofertar hoje.

 

Links interessantes da semana #30

autoconhecimento.jpg

1- Minimalismo: um exercício para o autoconhecimento – no Viver sem Pressa

 

fd69096b274e19bf21824acc70a334a7-country-charm-country-life.jpg

2- Vegana chata, radical, elitista e incoerente – no A Chata Vegana

 

AAEAAQAAAAAAAAo2AAAAJGM5Yjc2ZDg1LTc3NTMtNGQxOC1hY2Y0LTgzMjlhNmE0ZDk2NA.jpg

3- Mude o que te incomoda no Medium

 

Cópia+3+de+afterlight.jpeg

4- Roupa tem que caber no corpo (e não o contrário) – no Oficina de Estilo

 

umanosemlixo_guarda_roupa_sustentavel.gif

5- Como ter um guarda-roupa mais sustentável – no Um ano Sem Lixo

 

what-is-minimalism-feature.jpg

6- Útil ou belo? O uso sobre a posse e o mito do conforto – no Minimalismo à brasileira

 

simples-segredos.jpg

7- 5 segredos minimalistas para uma vida simples – no A minimalista

Links interessantes da semana #29

pessoas-andando-cidade.jpg

1-  Por que estamos, o tempo todo, com a sensação de que deveríamos estar fazendo mais? – no Crise de Estudante

 

Vaporização útero.jpg

2- Vaporização do útero trata problemas físicos e emocionais – no Personare

 

StockSnap_04E3HNGAKH.jpg

3- Como o slow living me ajudou a ser menos ansiosa – no Living Slow

 

Mulher-pensando-nas-suas-preocupações.jpg

4- As catástrofes que você imagina talvez nunca aconteçam – no A mente é maravilhosa

 

vegan-police.gif

5- Estratégicas x idealismo vegano – no Beleza Vegan

 

19879249_Qfh3Z.jpeg

6- Mecanismos do ego: vitimismo – no Despertando

 

shutterstock_674837101.jpg

7- As pessoas que você atrai são o reflexo do que você é – no ContiOutra

 

Bom final de semana!

Cozinhando

Oi! Tudo bem?

Falei que retomaria as postagens do blog, mas o mês de agosto foi muito agitado por aqui! Foram muitas coisas acontecendo e ainda participei do Vegfest, congresso vegetariano realizado pela Sociedade Vegetariana Brasileira como palestrante! 5 dias de evento repletos de aprendizados, partilhas… Foi muito bacana!

Mas junto de todo esse movimento externo, tem acontecido muita coisa do lado de dentro. Sinto que é um momento mais reflexivo e introspectivo e embora eu esteja pensando em muitas coisas e queira partilha-las com vocês, sinto que preciso desse tempo, de “cozinhar” todos esses “ingredientes” dentro de mim pra poder partilhar os novos aprendizados e “sabores” que venho experimentando.

DSC_8244.jpg

Esses dias li uma reflexão que dizia algo mais ou menos assim: se eu tenho uma xícara com água  e quero tomar café, o que preciso fazer? Primeiro esvaziar a xícara pra depois preenchê-la com o café. Sinto que estou nesse momento: de esvaziar minha xícara, meus conceitos, minhas suposições para poder me encher com coisas novas que venho aprendendo. Só que não é uma tarefa tão simples, né? Esvaziar de quem somos é bem mais complicado na prática e requer essa pausa, essa avaliação . Além disso, meu aniversário se aproxima (no próximo mês ainda), e com ele o “inferno astral”, que trata-se mais de uma transição, o que significa estar “entre” duas fases. Com ele todas as revisões desse ciclo passado, avaliações, planejamentos… Não é a toa que chamamos o aniversário de “reveillon particular”. Muita coisa vem mudando aqui dentro. Comportamentos que sei que não quero mais ter, erros que cansei de repetir, sentimentos que estão sendo cuidados, entendidos e transmutados. Mas isso é assunto pra outro post, né? Só peço pra não desistirem de mim! Rs…

Aproveitando, deixa eu contar procês que conheci a Rafaela, leitora do blog, la no Vegfest! Fiquei super feliz quando ela veio falar comigo e me contou que me conhecia daqui. Muitos me conhecem do instagram! Rs. Um dos meus projetos é me dedicar mais ao blog. Ele é uma extensão de mim, das minhas ideias, dos meus sentimentos… É um espaço de partilha e de muito aprendizado também. Logo eu retorno de vez!

21441368_1166768120134697_1728174412_o.jpg

Rafa e eu! 

Beijos!