Links interessantes da semana #38

leituras.jpg

1- Pequenos prazeres , grandes momentos – no A Mente é maravilhosa

 

lpa-dia-da-paz-2

2- 5 ações por um mundo melhor – no Leve por aí

 

Screenshot-2016-05-12-14.36.35.png

3- Web-série Sweatshop, nos faz pensar novamente sobre a indústria da moda – no Living Slow

 

opiniao-ilustracao

4- Não é preciso ter opinião sobre tudo – no Teoria Criativa

 

cuidados_basicos_para_fazer_cosmeticos_em_casa.png

5- Cuidados básicos para fazer seu cosmético em casa – no Um ano sem lixo

 

1-nNuRSfFKqGffEMuVkkFHFw.jpeg

6- Por que precisamos dos outros? – no blog do Gustavo Tanaka

 

DSC2694.jpg

7- A realidade e a SUA realidade – no Desassossegada

 

Bom final de semana pra vocês!

 

Fazer um trabalho voluntário vai te ajudar

Quando pensamos em realizar um trabalho voluntário, pensamos que o beneficiado é aquele que será ajudado por nós. Claro, ele será também. Mas muito mais do que ele, aquele que ajuda, que põe a mão na massa e doa um pouco de si em prol do outro é muito, MUITO mais ajudado!

Por que? Porque ajudar faz com que nos sintamos úteis para o mundo. Faz com que desapeguemos dos nossos problemas e do nosso ego, achando que o que nos aflige é a pior coisa do mundo. Problemas são problemas, independente do grau, mas quando paramos de pensar só em nós (Ó céus, ó dia, ó chuva, por que sofro tanto?) e damos o nosso amor e nosso tempo para o outro, vemos que muitas vezes fazemos uma tempestade enorme num copo d’água.

Quanto à causa que você vai se dedicar, não importa: podem ser animais, crianças, idosos… O que importa é se doar de coração, é dedicar-se mesmo, estar presente e comprometido com o que decidiu fazer. No meu caso, que amo animais, me uni a um grupo de pessoas que se dispuseram a doar um pouco do seu tempo para ajudar os animais de rua. A gente resgata, castra, vacina, atende os que se machucaram, encaminha pra doação, limpa o abrigo uma vez por semana(conseguimos um espaço para colocá-los e no momento cuidamos de 12 cães), faz bazar e rifa pra arrecadar dinheiro… As vezes é difícil, dá vontade de desistir, mas quando pensamos que eles precisam da gente, faz com que tenhamos uma razão pra estar aqui. E isso é muito especial.

14408300_923108261167352_1084264775_o.jpg
A turminha moradora do abrigo

Eu, particularmente, tenho uma ligação muito grande com cães e no momento em que estava no auge da minha crise, com depressão, sem encontrar sentido em nada, foram eles que me ajudaram, especialmente as que moram comigo. Lembro de uma tristeza imensa, apatia, uma falta de vontade de viver, um desanimo sem tamanho, mas quando eu pensava que precisava cuidar delas, levar pra passear, buscava forças que eu nem sabia que tinha pra poder fazer isso e isso me ajudou demais a não desanimar, pois foi um período muito, muito difícil da minha vida. Ainda bem que pude contar com elas!

Se todos nós dispensássemos um pouquinho do nosso tempo para cuidar dos outros, não tenho dúvidas de que nossa vida melhoraria imensamente, que aprenderíamos muito mais. O que levamos da experiência terrena é tudo o que partilhamos com os outros, especialmente o amor. Doando amor e carinho podemos transformar  muitas vidas, mas principalmente a nossa. Despertamos nosso senso de coletividade e percebemos que as dores de todas as pessoas são muito parecidas e que, se tivermos com quem contar, a nossa caminhada será muito mais leve!

Retiro de Cura

Nesse último final de semana participei do meu primeiro retiro! A estória é meio comprida, então, vamos lá: eu tenho uma dor enorme na lombar e nos quadris e havia pesquisado sobre quiropraxia e me interessei bastante. Vou pegar uma definição que encontrei na página da Quiropraxia Indiana, que foi o método utilizado no retiro:

“A Quiropraxia Indiana é uma técnica milenar de remoção imediata dos mais diversos tipos de dores. Através do ajuste da coluna e das articulações, faz a harmonização dos chakras, remove bloqueios e traumas e facilita o processo de meditação e Yoga. Após a sessão o paciente sente um alívio imediato e uma paz mental. 

Algumas indicações são:
* Desvios da coluna
* Hérnias de disco
* Dor no ciático
* Dores articulares
* Tendinites
* Ronco
* Bruxismo
* Depressão
* Traumas

As manobras quiropráticas são feitas em série no grupo de pacientes, iniciando pelos pés, joelhos e assim sucessivamente, seguindo a sequência da quiropraxia. O atendimento dura em média uma hora.”

Mas voltando: eu pesquisei sobre quiropraxia, inclusive entrei em contato com uma pessoa que aplica a técnica, mas aí que apareceu na minha linha do tempo no facebook esse flyer:

retiro_de_cura_com_yoga

O evento aconteceria no Antigo Mosteiro Serra Clara, que fica em Delfim Moreira, uma cidade aqui perto de Congonhal. Já estava com muita vontade de conhecer o lugar, ja pratico yoga diariamente e ainda queria conhecer a quiropraxia. Ah, e resolvi que esse seria meu presente de aniversário antecipado (que é no mês que vem). Pronto, foi o que eu precisava para resolver participar. Comentei com o Elder (um amigo que colabora aqui no blog também) e ele se interessou e mais uma amiga decidiu ir também, de última hora. Fomos na sexta-feira e voltamos ontem, domingo.

O lugar é encantador, com uma energia maravilhosa. Quase é possível “tocar a paz” que existe ali. Natureza, cachoeira, animais, alimentação natural, uma combinação de coisas que me agradam imensamente e que são capazes de nos desconectar da agitação do dia a dia. Tudo muito simples e acolhedor.

542941_258937624202890_373721788_n.jpg

Fizemos práticas de yoga, meditação na cachoeira e caminhada na montanha, recebemos a quiropraxia que é fantástica e nos deixa leves, nos permite curar as dores físicas e espirituais. Quem se interessar pode entrar em contato com Devi e Ekanatha pela página no Facebook. Eles viajam por todo o país aplicando a técnica!

Vou partilhar algumas fotos que fiz. Não fotografei muito das práticas e nem a comida, pois queria me desconectar e aproveitar tudo com plenitude.

DSC_5856.jpg

DSC_5773.jpg

DSC_5956.jpg

DSC_5786.jpg

DSC_5862.jpg

DSC_5892.jpg

DSC_5982.jpg

Foi uma experiência linda e espero que seja só o primeiro de muitos retiros que eu possa participar!🙂 Meu coração está imensamente feliz e grato a Deus pela oportunidade.

Links interessantes da semana #37

 

1-XbWcFOQesZKjWZ5lafM3Fw.jpeg

1- As algemas que coloquei em mim mesmo – no blog do Gustavo Tanaka

 

cabelo-curto.jpg

2- Mulher de cabelo curto não é mulher de verdade – no Teoria Criativa

 

3j13xat5lm

3-  O que aprendi com uma alimentação saudável – no Living Slow

 

calma

4- Ponderar em vez de comprar – no Minimal

 

barcelona-680182_1920-1

5- A frustração e a vida adulta no Nada de Compras

 

pexels-photo-127513.jpeg

6- Criar expectativas: bom ou ruim – no Desassosegada

 

ficar-louco-696x369

7- Ser louco é ser são – na Resiliência Mag

Tempos de mudanças

É perceptível que estamos passando por um período de transição. Nossos valores, nossa percepção, nossas experiências, a forma de viver… Tudo isso vem passando por transformações que mudaram e mudarão completamente a maneira como vemos o mundo e nos relacionamos com as pessoas.

Estamos despertando de um transe consumista que nos foi enfiado goela abaixo. A desculpa para o consumismo é que a economia precisa crescer constantemente, sem que seja questionada a maneira como utiliza os recursos naturais, além, é claro, o capital humano. As pessoas passam pelo menos um terço do dia trabalhando, por cerca de 30 anos ou mais, pensando me curtir a vida depois da aposentadoria. Esquecem que muitas vezes acabam sacrificando a vida e quando chega o momento tão esperado, não tem saúde para, realmente, aproveitar. Precisamos de dinheiro sim, mas precisamos mudar nossa forma de relacionar com o dinheiro e, felizmente, está havendo uma grande mudança nesse aspecto.

13718515_1052405414815114_3592839587531993482_n.jpg

As pessoas estão percebendo que a vida não deve ser pautada, exclusivamente na busca pelo dinheiro. Que ele é necessário sim, e nos permite experiências fantásticas, mas que não deve ser a prioridade da nossa existência. Através do minimalismo, que tem como proposta o foco no essencial (e o que é essencial pra mim é diferente do que é essencial pra você. Logo, devemos aplicar sua essência de acordo com a nossa realidade), as pessoas estão deixando de lado o supérfluo e buscando uma vida com menos bens materiais e mais propósito. É a economia tradicional dando lugar para a economia colaborativa, pautada na partilha e na experiência além da posse do bem ou serviço.

A fim de encontrar o nosso propósito de vida, atividades como meditação e yoga tem sido cada vez mais procuradas, pois nos permitem uma conexão maior com a nossa essência, com Deus, com o universo, a fim de encontrar as respostas para os dilemas existenciais. Estamos procurando viver uma vida com mais significado do que apenas o acúmulo de bens e o status social. As pessoas estão descobrindo que a felicidade está nas experiências, nos momentos partilhados com as pessoas queridas, no contato com a natureza, e não na posse de coisas.

O número de vegetarianos e veganos cresce exponencialmente. Esse estilo de vida que está pautado no respeito pelos animais também leva as pessoas a ter uma alimentação mais natural que só traz melhorias tanto para nossa saúde quanto para o meio ambiente. As pessoas querem plantar seu próprio alimento, querem saber a procedência daquilo que consomem, querem saber o impacto que a produção de um determinado alimento produz sobre o planeta. E além disso, o vegetarianismo e o veganismo tem uma forte relação com a espiritualidade, fazendo com que as pessoas se tornem mais compassivas com todas as formas de vida.

É maravilhoso participar desse momento de mudança planetária, de busca de autoconhecimento, de vivências com mais propósito, valorização de experiências acima de coisas materiais e dessa nova maneira de nos relacionar com o dinheiro. Vamos compreendendo que tudo está interligado (especialmente a economia, alimentação, espiritualidade). Dessa forma, passamos a buscar não apenas o bem estar individual, mas o coletivo. Compreendemos que, de fato somos todos um e que o que fazemos para os outros (seja isso bom ou ruim) sempre encontra um jeito de voltar pra nós. Logo, o que temos feito pelos outros? Coisas boas ou coisas ruins? Atente-se ao que está recebendo, pois é a melhor maneira de compreender o que está dando

bce58b2301deea9f1be31e7b90a36e13

Como se divertir gastando pouco

Acreditamos que diversão e lazer precisam ter $ envolvido, quando na verdade ambas as coisas não precisam estar associadas. Quando decidimos aplicar a essência do minimalismo em nossas vidas, logo pensamos em deixar o $ para o essencial e acabamos deixando as programações de lazer de lado. Mas isso não precisa ser feito! Hoje vim partilhar com vocês algumas dicas de lazer gratuitas ou com custo baixo.

picnic2-685x456

1- Pic Nic com os amigos

Gosto demais da ideia do pic nic porque ele junta muita coisa boa: contato com a natureza (já que geralmente é num parque), reunir os amigos e comer. Tem coisa melhor? E fazer isso é tão simples! Cada um leva um lanche e ainda estimulamos a partilha. O importante é estar junto com as pessoas que nos são caras. Um domingo a tarde é uma ótima pedida para fazer isso. Cidades maiores tem opções de parques, mas nas pequenas (como é meu caso) é só ir para os bairros rurais, encontrar uma árvore com sombra boa e pronto.

41461703-Group-Of-Friends-On-Walk-Balancing-On-Tree-Trunk-In-Forest-Stock-Photo.jpg

2- Caminhada 

Assim como o pic nic, reunir os amigos para fazer uma caminhada num parque ou na zona rural é uma ótima pedida! Estar em contato com a natureza nos permite renovar nossas energias, especialmente as pessoas que vivem nos grandes centros e levam uma vida agitada. Além de se exercitar, você poderá explorar novos lugares na sua cidade.

experiencia-do-cinema-850x477.jpg

3- Cinema

Em alguns dias da semana os cinemas fazem promoções e o ingresso sai pela metade! Na minha cidade não tem cinema, mas na cidade vizinha tem e esses dias descobri uma coisa ainda melhor: o Cine SESC! São sessões gratuitas de cinema que acontece toda sexta-feira, que apresenta filmes fora da rota comercial. Além disso rola um bate papo sobre os filmes depois da apresentação. Várias cidades maiores tem o SESC que oferece inúmeras atividades culturais gratuitas. Em agosto participei de uma semana de fotografia com palestrantes excelentes sem pagar nada. Vale a pena pesquisar sobre! Ah, e a sessão de “cinema” não tem que ser necessariamente no cinema. Com o Netflix aí, nada melhor do que reunir os amigos em casa mesmo pra ver um filme!

Arte Contemporânea no Acervo UFG 005.jpg

4- Exposições

Essa é uma das vantagens de cidades grandes: há muitas exposições legais gratuitas. São Paulo, por exemplo, oferece várias opções culturais que não custam nada. Já as cidades do interior, infelizmente ainda não contam muito com essas opções. Vale a pena procurar pela prefeitura (no caso de cidades pequenas) e se informar sobre programações culturais. As vezes tem muitas coisas legais acontecendo e infelizmente não ficamos sabendo. Informe-se para aproveitar!

experiencia-do-cinema-850x477

5- Shows musicais

Tem muitos shows a preços bem baixos ou mesmo gratuitos acontecendo! O SESC é um dos que promove muitas atrações gratuitas. Meu irmão conta que em Ribeirão Preto, onde ele mora, ele vai em muitos shows e paga super barato no ingresso. Portanto, precisamos estar sempre de olho seja no site ou na página no facebook! Quando Visitei o SESC em Pouso Alegre deixei meu e-mail cadastrado e sempre recebo novidades. É uma boa forma de se informar!

1cba27003882f97a42eba1b64581e74b.jpg

6- Peças Teatrais

O teatro da sua cidade pode oferecer várias peças a preço baixo ou gratuitas. O Conservatório de Música e Teatro em Pouso Alegre está sempre realizando apresentações abertas ao público. Só precisamos nos informar para poder apreciar.

Viu só como é simples se divertir de forma gratuita, ou gastando bem pouco? Só é preciso informação e criatividade. Então, mãos à obra!

Links interessantes da semana #36

populacao_clima2

1- Com a população mundial crescente, é preciso ajustar os padrões de consumo – no Instituto Akatu

 

PercyShelley.jpg

2- Como o romantismo influenciou o veganismo – no Editoras

 

2-young-woman-looking-at-view-in-snow

3- Quem é você amanhã? – no Nowmastê

 

t5z17qd2ll

4- Por que desapegar pode mudar a sua vida – no Living Slow

 

preview-939860-650x341-98-1470149651

5- Por que os jovens já não querem comprar carro nem casa própria? – no Incrível

 

1

6- Autoconhecimento: conheça seu corpo – no Desassossegada

 

voltar-ao-estado-normal

7- Os benefícios fantásticos do silêncio – no ContiOutra

 

Bom final de semana pra vocês!