O que a gente leva dessa vida

Esses dias estava vendo umas fotos antigas e achei essa, da casa da minha avó:

DSC_2597.jpg

Essa é a última “versão” da cozinha antes do falecimento da vó, mas lembro que ela já foi de muitos outros jeitos. Antes tinha uma paredinha onde está essa mesa, que era a despensa de comida. Lembro certinho da luz que tinha dentro daquela salinha, das prateleiras… As paredes também já foram de muitas outras cores, os móveis também eram outros.

Vivi, pelo menos, 27 anos da minha vida nessa cozinha.  Muitas histórias aconteceram dentro dela. Muitos bons e maus momentos, brigas e reconciliações, reuniões da família, muita comida boa, prosa boa no fogão de lenha (que não apareceu na imagem). Se tem uma lembrança MUITO clara que tenho é a de sempre passar na casa da minha avó (que é do lado da minha) pra tomar a “bença” antes de ir pra aula e, nos dias frios, esquentar a mão no fogão de lenha. E a vó sempre se preocupava se a gente (os outros netos) tinha tomado café… Lembro também que minha escola sempre foi perto de casa e que, descendo o morro dava na casa da minha avó. Então, eu sempre via ela la na porta dessa cozinha olhando a “turma” descendo da escola.

Tava pensando sobre as coisas que a gente leva da nossa vida durante a nossa existência por aqui. As únicas coisas que seguem sempre conosco são as lembranças das experiências vividas, as emoções envolvidas, as pessoas, lugares… Claro que o dinheiro nos proporciona algumas, mas essas aí, da rotina, das pessoas que já se foram, não tem preço. Mas não tenho lembrança da roupa que usava nessa época, do sapato… Por isso que acho que sempre vale mais investir em experiências do que em coisas… pois o que ficará guardado com a gente são as recordações dos momentos vividos e não da quantidade de coisas que a gente teve ou tem.

Pensem nisso!

Links interessantes da semana #19

Oi!

Ando um pouco ausente do blog, eu sei. As duas últimas semanas foram bem agitadas por aqui com alguns projetos que venho me dedicado há um tempo criando forma, então, quase não tive tempo pra sentar, ler, escrever. E isso sempre faz falta. Escrever aqui ao mesmo tempo em que é uma forma de desabafar e organizar as ideias, é também uma maneira de registrar os aprendizados e mudanças que vem acontecendo em minha vida. Agora, felizmente o ritmo vai diminuir e conseguirei me dedicar a esse espaço que é tão especial pra mim.

Enquanto isso, vamos as leituras da semana?

girassocc81l.png

1-  A Vida é longa para quem consegue viver pequena felicidades – no Viver sem Pressa

blog-lua-minguante.jpg

2- A lua minguante e a transformação pessoal – no blog da Camile

habito

3- Quando o minimalismo vira hábito no Minimalizo

pexels-photo-177658.jpeg

4- 5 atitudes para você desenvolver a fé em si mesmo e acreditar nos seus sonhos – no Desassossegada

saving-time-with-piggy-bank.jpg

5- 5 habilidades que ajudam a economizar dinheiro (e tempo) – no Meu Diário Minimalista

Minimalism_film.jpeg.662x0_q70_crop-scale.jpg

6- Reflexões sobre abrir mão no Repete Roupa

42158128_-_c_fotolia-com_-_evgenyatamanenko_0.jpg

7- Ser – no Uma Jornada Interior

Bom final de semana pra vocês!

Links interessantes da semana #18

O Grupo Arcturiano 2

1- Necessidade de perdão para a limpeza da memória celular – no Semente das Estrelas

 

Necessidades x Desejos (1).jpg

2- É pra isso que você trabalha – no Simplicidade e Harmonia

 

pexels-photo-358717.jpeg

3- 3 pensamentos que vão te ajudar a desapegar – no Desassossegada

 

mais-devagar

4- 4 maneiras de viver mais devagar e aproveitar a vida – no A Simplista

 

chave.jpg

5- Está tudo certo no Lua Crescente

 

1-Bi7dnjTsQs8u2ErzoqD8Zg.jpeg

6- Quando seu dinheiro acaba – no blog do Gustavo Tanaka

 

1409765976.jpg

7- Para de se lamentar – no Uma jornada Interior

 

Um ótimo final de semana pra vocês!

Organização e economia de tempo

Dicas-de-Organizacao-Para-a-Sua-Casa-3.jpg

Embora eu não seja a pessoa mais organizada do mundo (inclusive poderia ser um pouquinho mais), esses dias fiquei pensando sobre como nos manter organizados pode poupar nosso tempo.

Vou contar pra vocês o que aconteceu: meu quarto estava um “angu”, como falamos aqui: fui tirando roupa e colocando em cima de uma cadeira, e, eu deixo uma roupa separada pra ir passear com as cachorras pois elas sempre pulam em cima de mim com a pata cheia de barro e, como uso galochas, gosto de usar umas meias mais compridas, pois ficam mais confortáveis. Rs. Só que quando vai chegando a hora de eu dormir (umas 21:20/22:00) me bate um cansaço imenso e eu não consigo fazer nada a não ser deitar. É algo que me consome! Só que tinha roupa pra tudo quanto é canto e eu pensei: “amanhã quando acordar não vou achar a meia que preciso usar – e isso realmente aconteceu. Se eu fosse mais organizada não perderia tempo procurando as coisas pois saberiam exatamente onde elas estão”. 

Só que saber uma coisa na teoria é diferente de ter consciência e realmente praticar, né? Eu sei disso, inclusive tenho alguns lampejos de organização mas não é algo frequente. Por exemplo: se eu usasse uma coisa e voltasse ela exatamente para o mesmo lugar, não perderia tempo procurando em outros lugares em que coloquei. Isso é algo que realmente preciso trabalhar em mim. Mesmo tendo bem menos coisas do que antes ainda sou bem bagunçada.

O minimalismo me ajudou muito, mas ainda há um LONGO caminho pela frente. Vocês também tem algum problema quanto à organização? M

Links interessantes da semana #17

ujuj.jpg

1- Aterramento: a terapia que fornece segurança, foco e disposição no Desassossegada

 

White Flowers.png

2- Milagres – no Simplicidade

 

17951810_679528195579446_7842111010508774237_n.jpg

3- Mandala Amor – no Lua Crescente

 

comprar-felicidade.jpg

4- Comprar, comprar e a felicidade – no A Minimalista

 

StockSnap_A9SLX6SFBV.jpg

5- O que mudou em minha vida depois do minimalismo – no Living Slow

 

jesus-meditando-capa.jpg

6-  Um Jesus que você não conhece – no Cultura da Paz

 

xPeter_Pal_Pelbart.jpg.pagespeed.ic.Xrua02CZsU.jpg

7- Nossa sociedade está esgotada de tudo  – no Jornal O Globo

 

Bom final de semana pra vocês! ❤

Autoconhecimento para viver de forma mais consciente

feliz.png

Penso muito, todos os dias, sobre como viver uma vida mais plena, com sentido, que me traga realização, que esteja realmente alinhada com os ideais que acredito. A conclusão que cheguei é que apenas através do autoconhecimento, de um mergulho dentro de nós mesmos, seremos capazes de viver dessa maneira.

Por mais que gostemos de muitas coisas, que acompanhemos várias pessoas, que leiamos sobre assuntos que nos interessam, não podemos nos comparar com os outros pois vivemos histórias absolutamente diferentes. Cada vez menos eu gosto da ideia de me COMPARAR com outras pessoas. Como comparar duas coisas que são diferentes? Pra mim não faz muito sentido. Eu gosto mais da palavra INSPIRAR. Tem tanta gente incrível, fazendo taaaanta coisa bacana por aí, que isso me motiva também a me conhecer cada vez mais e a fazer tudo aquilo que desejo.

Parar um pouco, voltar pra dentro de nós mesmos, analisar nossas emoções, sentimentos, as experiências que vivemos, as pessoas que conhecemos, nossa forma de reagir às situações, nossos medos, as coisas que nos encantam, qualidades e defeitos… Tudo isso vai nos ajudar a ser mais conscientes de quem somos. Mas já adianto: não é tão simples quanto parece. Rever a nossa história às vezes é duro, traz emoções e lembranças doloridas, requer que nos analisemos de maneira profunda, que revejamos as coisas que nos sustentaram pelo caminho e, na grande maioria dos casos, traz também mudanças, ou pelo menos o desejo de mudar.

Geralmente a gente tem muito mais paciência e carinho com os outros do que com nós mesmas. Somos sempre duras, nos repreendemos, boicotamos. Sempre temos a solução para os problemas alheios, já os nossos…

Por isso eu repito: se conhecer vai mudar a sua vida. Como que a gente pode passar anos da nossa vida sem nos ouvir, buscando distrações em atividades, no trabalho, nas outras pessoas, em bens materiais? Lembro que as vezes eu até tinha uns questionamentos sobre minha existência mas sempre achava que era “viagem”, que eu deveria é seguir o script que a sociedade manda e beleza. Só que não. E chegou um momento em que esse “enfrentamento” não pôde mais ser adiado. Eu precisei parar e olhar pra mim, pra minha história, rever meus atos, meu erros e acertos e finalmente assumir as rédeas da minha vida.

E tá sendo interessante.

Tenho descoberto muitas coisas novas sobre mim mesma, conhecido pessoas legais que me ajudam nessa jornada… Aceitei os erros que cometi e a culpa que sentia por isso. Já que não posso voltar no tempo o que me resta é aprender a lição que esse erro me proporcionou. Aprendi a me ouvir mais, a seguir mais a intuição e felizmente tenho seguido por um caminho que tem me feito muito bem, em que me sinto realmente alinhada com as coisas que acredito, cada vez mais próxima de encontrar meu propósito. Me sinto cada vez mais eu mesma, sem me preocupar tanto com o que os outros querem, me permitindo ser eu mesma, com os ônus e bônus. E tem sido algo realmente fascinante.

Links interessantes da semana #16

captura-de-tela-2016-09-22-acc80s-14-29-46.png

1- Defina felicidade – no Viver sem Pressa

 

1-3.jpeg

2- Como despertar e resgatar a criança alegre que existe dentro de você – no Desassossegada

 

chaplin-696x512.jpeg

3- Seja inadequado, porque não se adequar à uma sociedade doente é um virtude – no Pensar Contemporâneo

 

responder_reagir-1024x683.jpg

4- Responder em vez de reagir – no Simples Propósito

 

caminho-.jpeg

5- Mesmo que não pareça, você está no caminho – no Nowmastê

 

Need And Want Balance

6- Por que precisamos de tantas novidades? – no Simplicidade

 

viagem3-logo1.jpg

7- Por que buscar a espiritualidade? – no Portal Arco Íris

 

Bom final de semana!