Lidando com mudanças, projetos e resoluções

Mudar é bom, mas incomoda. Sair da nossa zona de conforto, forçar-nos a agir e a pensar de maneira diferente não é algo simples e fácil. Requer muita disciplina. Muitas pessoas são avessas à mudança e em alguns aspectos confesso que também sou. Não sou muito radical em relação a mudar o cabelo, por exemplo. Há anos uso o mesmo corte, e somente no ano passado me arrisquei a dar um banho de brilho em um tom avermelhado, que gosto bastante. 

Como já comentei algumas vezes aqui, sou uma pessoa muito ansiosa e impaciente. Já melhorei muito do que eu era, pois as vezes até era grossa com algumas pessoas. Em relação ao que era hoje sou um poço de serenidade! Rs… Mas é difícil. Parece que o sangue esquenta e acabo agindo por impulso, sem refletir muito. E é claro, magoo pessoas que gosto. Isso é o que me deixa chateada. Por isso, tenho buscado algumas alternativas para me conhecer melhor e me policiar nesses momentos de tensão.

Tenho praticado um exercício muito bacana de autoconhecimento. Tentarei publicá-lo aqui na próxima semana. Ele tem me ajudado muito a reconhecer quais são os sentimentos predominantes em minha vida e quais reações físicas eles desencadeiam. Quando sinto que estou ficando tensa, tento parar para respirar profundamente. Sei que se eu não me controlar, poderei novamente desencadear ataques de pânico e sei também que preciso desenvolver meu autocontrole para que situações como essa não aconteçam novamente. Confesso que tem sido muito complicado. Meu final de ano foi muito tenso. As vezes sinto que quando as coisas começam a entrar nos eixos vem alguma coisa pra atrapalhar e isso me desestrutura. Por isso a importância de realizar esse exercício de autoconhecimento e de respiração, bem como me organizar para poder praticar a meditação. Voltei a tomar um fitoterápico para me acalmar pois tenho me sentido muito ansiosa.

Enfim, confesso pra vocês que não é fácil. Hoje mesmo li um texto muito interessante da Rita falando sobre as dificuldades que temos em de fato, cumprir nossas resoluções de ano novo. Acho que planejamos coisas demais e acabamos não conseguindo cumprir tudo, o que nos deixa frustrados. Portanto, tenho refletido se eu preciso MESMO seguir todas as coisas que planejei pra esse ano ou se posso separar algumas delas para cumprir. Complicadinho, né? Por isso que muitas pessoas se frustram. Acho que para o ano que vem vou estabelecer pequenas mudanças e planos, que sejam realmente viáveis.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s