5 meses sem compras!

image

Estou quase no meio do caminho, já que o projeto é ficar um ano sem comprar nada. Como já comentei aqui algumas vezes, não tenho tudo muitas dificuldades nesse projeto. Creio que, quando acontece uma mudança de mentalidade, tudo se transforma e ficar um ano sem comprar nada não tem exigido muito sacrifício. Ainda tenho muitas coisas e meu objetivo é ter um guarda-roupas enxuto, com poucas peças e de boa qualidade. Antes pensava muito em comprar mais peças, ainda que de uma qualidade ruim, para ter mais opções. Hoje vejo de forma diferente: quero peças duradouras, mais clássicas, de qualidade melhor (ainda que precise desembolsar mais para adquirí-las) e que combinem entre si.

No livro “Eu compro sim, mas a culpa é dos hormônios” li sobre a adaptação hedônica. Nosso organismo responde a uma quantidade de estímulos por certo tempo, depois disso, precisa aumentar tais estímulos para se satisfazer. Isso explica muito o fato de não nos contentarmos em comprar “só uma coisinha”. Ainda estou no começo do livro, mas percebo que ele mostra que a culpa do nosso descontrole na hora das compras é realmente dos hormônios (especialmente da deficiência de alguns deles) e comenta alguns truques pra “enganar” nosso cérebro e não nos endividarmos.

Sempre comprei muita roupa, acessório, maquiagem… Dias desses dei pra minha prima um brinco que tinha comprado há tempos, mas que não tinha usado pois não combinava muito comigo, coisa típica de quem compra por impulso. Hoje, penso muito antes de comprar. Muito mesmo, tanto que fiz uma pequena lista de coisas que seriam legais ter no guarda-roupas que possivelmente comprarei assim que terminar esse projeto de 1 ano sem compras. Penso muito em fazer um curso com as meninas do Oficina de Estilo pra que eu entenda melhor o que combina comigo, com meu biótipo e assim, acerte mais na hora das compras. Acho que o bacana é isso mesmo: saber o que valoriza a gente, evidenciar o que gostamos e “esconder” o que nos incomoda, usando o bom senso, é claro. Sou muito a favor da liberdade de expressão em todos os seus sentidos, inclusive na vestimenta, mas devemos também saber que existem ocasiões que exigem uma postura diferente, e consequentemente, trajes adequados.

A cada dia tenho aprendido a olhar as minhas roupas de maneira diferente, como se fossem novas mesmo. Ainda tenho peças no guarda-roupa que nunca foram usadas e, por isso, quero aproveitar esse final de semana de folga pra poder organizar o guarda-roupa e pensar em maneiras diferentes de usá-las. Já comentei aqui algumas dicas de como procurar maneiras diferentes de usar as mesmas peças. O blog da Talita e o da Bia são ótimos pra gente ter novas ideias. Vale a pena o acesso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s