Entendendo melhor nossos sentimentos

Aprendi um exercício muito bacana para entender melhor alguns sentimentos meus. Já perceberam que muitas pessoas (eu inclusive) tem tempo pra fazer várias atividades, pra estar com os amigos, mas não fica sozinho, consigo mesmo, refletindo sobre o que sente?

Bom, o exercício que proponho hoje é bem simples. Basta papel e caneta e um pouquinho de tempo, bem pouco, mesmo. Optei por usar um caderno para fazer as anotações, assim, ao ler as anotações anteriores, será mais fácil entender que tipo de sentimento tem estado presente nos meus dias. Acho interessante fazê-lo todos os dias como uma maneira de visualizar quais são nossas emoções predominantes.No topo da folha anoto o dia. Em seguida, vou listando 4 tópicos (escritos em negrito):

Pensamentos predominantes. Ali, anoto que tipo de pensamento tenho tido durante o dia. Se é o fato de estar chateado com alguma situação ou alguma coisa que tem me incomodado de alguma maneira.

Estados Emocionais: quais são os estados emocionais que esses pensamentos predominantes me fazem sentir? Angústia? Raiva? Impaciência? Medo?

Reações físicas: quais as reações físicas que tais sentimentos me causam: apatia, ansiedade, taquicardia, cansaço físico e mental.

Conclusão: A que conclusão chego quando percebo tais sentimentos no meu dia? Que ações posso realizar para mudar essa situação? 

Como vocês podem ver, é algo bem simples, mas que ajuda muito a entender nossas reações perante determinadas situações. Ontem aprendi um outro exercício muito bacana de respiração diafragmática: coloque a mão sobre a barriga e respire de modo que apenas a barriga seja “inflada” (quando crianças, respiramos dessa maneira, e assim que vamos crescendo, começamos a respirar inflando nosso peito. Já perceberam que quando estamos ansiosos e com a respiração curta, respiramos assim, “pelo peito”?). Conte 3 tempos de inspiração (pelo nariz) e 5 tempos de expiração (pela boca). Alguns minutos respirando dessa maneira nos relaxam e são uma ótima forma de “retomar o prumo”. Aprendi ontem e antes de dormir pratiquei e tive uma noite de sono revigorante. Vale a pena praticar esse tipo de respiração todos os dias, especialmente nos momentos em que sentimos que estamos ficando tensos de alguma maneira. Vá para um cantinho e por cerca de 10 minutos respire dessa maneira. Você perceberá uma mudança e tanto!

“O autoconhecimento exige coragem o tempo todo.” – Vieira, Waldo.  O que é a Conscienciologia [livro eletrônico].  4ª edição. Página 14.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s