Resiliência

image

Se tem algo que tenho trabalhado todos os dias, é a resiliência. De acordo com definições da internet, ela é a capacidade de uma pessoa lidar com seus próprios problemas, vencer obstáculos e não ceder à pressão, seja qual for a situação.A teoria diz que resiliência é a possibilidade do indivíduo de tomar uma decisão quando tem a chance de tomar uma atitude que é correta, e ao mesmo tempo tem medo do que isso possa ocasionar. A resiliência demonstra se uma pessoa sabe ou não funcionar bem sob pressão.

Vivemos em um mundo que exige muito de nós mesmos. A sociedade dita como devemos ser, as pessoas se gabam de trabalhar 12 horas por dia,já não temos tempo suficiente pra fazer as coisas que gostamos… E tudo isso, uma hora, nos leva a um colapso. Nosso corpo e nossa mente  não suportam tamanha agitação e pressão. Portanto, a necessidade imediata de cuidar do nosso emocional.

Sempre gostei muito dos livros do Augusto Cury e os leio desde quando era mais nova, na faixa dos meus 16 anos. Gosto muito da maneira como ele aborda os problemas do nosso cotidiano, embora também ache que alguns de seus livros soam um pouco repetitivos. Mas a essência do que ele prega me agrada muito. Concordo muito com seu pensamento de que a educação precisa passar por uma mudança, visto que passamos o conhecimento cultural, mas esquecemos de que é preciso também educar a emoção. Se as crianças, desde cedo, aprendessem a lidar com suas emoções, se tornariam adultos equilibrados. Por um tempo cuidei bastante do meu emocional e não conseguia entender como as pessoas se permitiam cair em depressão. Passado um tempo, depois de tantos problemas vividos e dos cuidados emocionais deixados de lado, passei a entender que toda essa estrutura é muito mais complexa do que eu pensava. Em seus livros, Augusto fala muito sobre gerenciamento de emoções, lidar com frustrações, com nossos medos e principalmente sobre a resiliência. Confesso que não é fácil e creio que muitos devam concordar comigo. Superar alguns de nossos problemas é um desafio, porque mexe com a nossa estrutura emocional, com nosso orgulho, nossos valores, com os alicerces que formaram a nossa personalidade.

Sempre fui meio presa à algumas questões, especialmente em relação a valores.Pensava que jamais “aceitaria” determinadas situações, mas percebi que somente quando vivenciamos algo podemos falar sobre tal coisa com propriedade. E que às vezes é preciso sim, passar por cima do nosso orgulho e mudar nossas opiniões sobre certos assuntos, se isso vai nos fazer felizes. Aprendi muito sobre o que ME faz feliz. Me preocupo menos com o que os outros possam pensar do que eu faço, e penso mais em ser fiel a mim, à minha consciência e à minha essência.

Tenho sido resiliente e aprendido, cada dia, a superar minhas dificuldades de cabeça erguida e sem medo dos julgamentos alheios. Aprender é tão bom. Mudar é tão bom e eu mudei tanto! Quem me conhece sabe o quão radical eu era (fui a típica adolescente rebelde sem causa) e fico muito feliz por ter pessoas ao meu lado que me ajudam e me tornar uma pessoa melhor todos os dias, que me dão suporte, que me apoiam nas minhas decisões pois sabem que é isso que tem me feito feliz.

Desejo que todos nós possamos lidar melhor com as adversidades da vida. Algumas coisas acontecem conosco e perdemos o rumo, não sabemos o que fazer… Mas não podemos nos deixar abater! Termino essa reflexão com uma frase muito citada no último livro que li, o “Em Busca do sentido da vida”: 

“Quem vence sem risco, triunfa sem glória… Não tenha medo da vida, não tenha medo de vivê-la…" 

                                                                   Augusto Cury

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s