Menos de mim

image

Imagem: Google

Ultimamente muitos dos textos que leio tem falado sobre o desapego do EU. Se para desapegar dos objetos já é difícil, quiçá desapegar de nós mesmos e do nosso ego. Gosto demais da maneira que o Alex Castro aborda em seus textos as prisões e li, semana passada sobre o Narcissismo. Em uma orientação semana passada, me indicaram Coríntios 13 que fala sobre o a caridade. Li também no Valores Reais sobre não desperdiçarmos a oportunidade de fazer o bem ao outro . No Desassossegada li sobre a doação . Já comentei aqui algumas vezes que acredito que quando uma mensagem nos é enviada de forma insistente é um sinal de que precisamos nos atentar a ela. Além disso, tenho acompanhado a página da Aline no Facebook e através dela ainda conheci mais duas: 100 Dinheiro 100 Frescuras e 1000 Destinos e a Com a Cara e a Coragem que abordam esse tema de uma maneira diferente. Ou seja, esse assunto tem meio que me “perseguido” e me feito refletir muito sobre como eu tenho agido em relação a diversas coisas.

Como disse acima, desapegar de nós mesmos é extremamente complicado. Tantas vezes nosso ego não nos permite que olhemos o nosso lado e nos compadeçamos também do sofrimento alheio. Estamos tão preocupados com nosso mundo, nossos problemas e nossa “bolha”, que esquecemos do outro, das suas dores, das suas dificuldades. Queremos tantas vezes mudar o mundo e não temos consciência de que nossas ações são promotoras de mudanças e que precisamos dar um primeiro passo para realizá-las. Ontem tive uma experiência desagradável e pude perceber que precisamos de uma mudança imediata de atitude. De cuidado e caridade, esta última não no sentido pejorativo, mas no sentido empático de nos colocarmos na situação do outro e não estarmos alheios ao que acontece ao nosso redor.

Fui à médica, como de costume, e chegando lá encontrei a clínica com uma nova porta e um interfone que deveria ser tocado pelos pacientes. Pois bem, já lá dentro ouvi a conversa das secretárias com alguns pacientes que questionavam o motivo da mudança e o que disseram foi que haviam muitos moradores de rua que estavam indo lá para beber água e estavam incomodando os pacientes e a clínica em geral. Dessa maneira, eles colocaram uma porta que só abre se eles autorizarem. Ao invés de questionarem com as autoridades locais sobre a situação do grande número de moradores de rua na região, simplesmente tiraram a situação de suas vistas. Como sabemos isso não vai resolver o problema. E ainda pensei que, poxa, a pessoa vai ali com sede, pedir um copo de água e não podem dar? Entendo em partes a posição da clínica, mas não compreendo em que parte do caminho o ser humano simplesmente esqueceu do outro e não se compadece das mazelas que nossa sociedade vem enfrentando.

Precisamos deixar de lado o nosso “umbiguismo” e começar a perceber mais as necessidades do outro. Se queremos mudar o mundo não temos que exigir mudança do outro apenas, mas, como Ghandi disse: “devemos ser a mudança que queremos ver no mundo”. Pequenos gestos refletem mudanças significativas na vida das outras pessoas. As páginas que citei acima e que já mencionei aqui no blog anteriormente falam da esperança que devemos ter no ser humano. Mediante tantas tragédias e notícias ruins estamos perdendo as esperanças e a fé no ser humano e se as perdermos será o fim de tudo. Precisamos acreditar que existe bondade e que podemos SER essa bondade.

Para finalizar, deixo esse vídeo incrível que é a prova de que pequenas ações promovem mudanças em outras vidas. Devemos fazer mais pelo outro sem esperar algo em troca. A própria vida se encarregará de nos retribuir o bem que fizermos ao próximo.

http://www.youtube.com/watch?v=1W2Ud4nURGQ

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s