Sobre perdas

Despedidas nos fazem refletir tanto! Começamos a pensar sobre a fragilidade das nossas vidas, sobre a importância de aproveitar intensamente cada instante ao lado de pessoas que nos são queridas e especialmente sobre como nossos atos tem o poder de construir e de destruir sonhos.

Infelizmente ontem perdemos uma pessoa muito especial em nosso meio. Nossa tia Maria Clara era uma pessoa linda. Era a grande líder da nossa família, especialmente quando se tratava de festa. Festa era com ela mesma. Trazia uma alegria tão grande dentro de si mesma que sua luz irradiava e contagiava todas as pessoas que tiveram o prazer de gozar de sua amizade. Não consigo me recordar de vê-la triste ou abatida, ainda que tivesse enfrentando problemas sérios como a perda de uma outra tia nossa há 15 anos atrás, ou mesmo as suas doenças (tinha lúpus, labirintite, dentre algumas outras).

Experimentando o gosto amargo da despedida, percebemos o quanto toda e qualquer ação possui um efeito muitas vezes negativo na nossa vida e na das outras pessoas. Infelizmente na terça-feira enquanto ela retornava na cidade vizinha onde havia ido buscar nossa prima para assistir ao jogo da seleção, uma imprudência vinda de um caminhoneiro fez com que seu carro fosse jogado no acostamento, levando a uma forte colisão que a levou a óbito. Precisamos mais do que nunca estar atentos enquanto dirigimos. Infelizmente um deslize de uma pessoa trouxe uma dor enorme pra nossa família.

Apesar de toda a dor que estamos vivendo, o que fica em nosso coração e nossa memória é toda a alegria que pudemos partilhar com a presença da tia Maria. Com ela não tinha tempo ruim, não tinha nada sem solução! Ela sempre, SEMPRE dava um jeitinho de ajudar a gente e como ultima recordação, ela me presenteou antecipadamente (meu aniversário é em outubro) com uma câmera fotográfica nova, pois queria me ajudar no meu projeto de fotografia. E agora mais do que nunca quero fazer jus a esse presente.

Ontem durante a missa de corpo presente (que felizmente conseguimos realizar devido ao trabalho que ela realizou por mais de 30 anos na igreja), a homilia dos padres foi linda e um deles disse que quando estamos por fazer uma viagem preparamos nossa mala de acordo com o passeio. Se vamos à praia, levamos roupa de praia. Se vamos a um lugar frio, preparamos roupas quentes. E assim deve ser a nossa caminhada rumo à viagem que é a vida eterna. Precisamos preparar nossa bagagem com bons sentimentos, com alegria, com partilha, amizade e deixar fora todas as coisas que não nos acrescentam nada, toda mágoa, tristeza, rancor… Ao mostrar a imagem de uma cruz que contem a linha vertical maior do que a horizontal, um dos padres também comentou que a nossa vida espiritual (correspondente à linha vertical da cruz) é maior do que a nossa vida terrena (a linha horizontal), assim, sabemos que sua caminhada espiritual continua e temos a certeza de que algum dia também nos reuniremos e celebraremos a vida.

Desse modo, apesar de toda a nossa dor da despedida, sabemos que ela nos deixa um legado de coisas boas e de exemplo de conduta perante a vida e o que desejamos é tê-la como inspiração para que também possamos levar alegria e amor a todos à nossa volta. Somos IMENSAMENTE gratos e nos sentimos privilegiados por tê-la como parte da nossa família. Estamos tristes, porém felizes por saber que você foi recebida com festa no céu.

 image

No meu aniversário, em 2004.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s