O minimalismo e a libertação do crivo alheio

Não sei se vocês compartilham da mesma ideia, mas depois que comecei a ler mais sobre o minimalismo e aplicar sua ideologia ao meu estilo de vida, percebi que além de conseguir me livrar de muita tralha física, estou conseguindo também me livrar do lixo emocional que carregava há tanto tempo comigo. Através do minimalismo descobri muitas coisas sobre mim que sequer imaginava! Aprendi a me respeitar mais e a valorizar a pessoa única e especial que sou, e acredito que todas as pessoas também deveriam agir dessa forma: amando-se em primeiro lugar pra depois pode espalhar esse amor que existe dentro de cada um, mundo a fora.

Conhecendo melhor quem eu sou, consigo entender alguns sentimentos e pensamentos predominantes na minha vida. Hoje eu me aceito mais e consequentemente passei a me importar menos com opiniões e julgamentos de pessoas que muitas vezes mal me conhecem. O fato de expor algumas coisas do que penso seja aqui no blog ou seja em outra rede social parece dar a algumas pessoas o “direito” de achar que me conhecem, mas se nem eu mesma me conheço por inteiro, quiçá alguém que lê um pouquinho do que eu mostro de mim quando me expresso de alguma maneira.

Já comentei outras vezes sobre esse assunto aqui, mas me sinto tão mais leve por não depender da aprovação alheia pra fazer as coisas que gosto! Quantas vezes deixei de fazer coisas que eu gostava e sufoquei a minha essência para me sentir aceita em um determinado grupo ou para me sentir mais confortável em uma situação! Por mais que eu seja uma pessoa de opinião forte, muitas vezes me deixei “ser massacrada” por algumas regras de como eu deveria ser, como deveria me vestir, como deveria me comportar!

Dia desses estava refletindo sobre a Bruna de quatro anos atrás que estava terminando a faculdade de Administração e estava doida para entrar em um Trainee, pra ir embora da cidade pequena, pra seguir carreira em uma empresa de grande porte e me tornar uma mulher bem sucedida, afinal, me disseram que era isso que “"preciso”“ ser. Mas a questão é: o que é ser bem sucedido? É o que a sociedade prega que eu devo ser ou é o que eu quero ser e o que vai me tornar uma pessoa realizada? Tantas e tantas pessoas se tornam escravas do que a sociedade impõe e vivem vidas frustradas, são amargas e, não tendo noção de que nossa vida é uma só, vivem como se estivessem em piloto automático. Aliás, não vivem, sobrevivem.

É LIBERTADOR nos permitir ser quem somos de verdade. Pouco importa se dizem que preciso ter um carro do ano, viajar para o exterior ou ser uma executivo(a) de sucesso pra ser uma pessoa realizada. Se não é isso que me faz feliz e não é isso o que dá sentido à minha vida, então, com o perdão da palavra: foda-se isso tudo. Não podemos deixar a nossa vida simplesmente passar sem que seja apreciada. E o mais bacana disso tudo é que cada pessoa sendo única acabará tendo uma maneira específica de apreciá-la. Portanto, a cada dia mais acredito que é a individualidade de cada ser humano que faz com que ele possa encontrar o caminho para a felicidade. É incrível encontrar pessoas com as mesmas ideologias que as nossas e perceber que por mais que pensem de forma parecida, são seres diferentes e que todas as experiências vividas, as percepções e a cultura tornam-nos exclusivos, por mais que “pareçamos” uns com os outros.

Maravilhoso é ser a gente mesmo. Saber que a beleza do mundo é o fato de sermos todos diferentes e que em nossas diferenças podemos somar na vida uns dos outros. Sinto-me imensamente feliz por ter encontrado essa liberdade através do minimalismo. O fardo da vida parece estar tão mais leve e percebo que consigo apreciar as coisas de forma muito mais intensa e especial. Que assim seja e que só o que é essencial permaneça na nossa caminhada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s