Coluna da Maiara: Pelo direito de ficar offline

image

Bom dia e boa semana a todos!

Em tempos atuais desconectar pode ser sinônimo de surtar para muitas pessoas. Eu confesso que adoro estar ligadinha nas atualizações de páginas e pessoas que gosto, mas eu vivo momentos ótimos quando decido ficar offline e apenas aproveitar a vida, sem notificações ou curtidas. E foi por isto que eu escrevi este texto: Pelo direito de ficar offline.

A tecnologia nos traz praticidade e a facilidade de falar com qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo. É mesmo incrível. Entretanto, junto com o leque que se abre, vem a parte chata, que nós, seres humanos, teimamos em acrescentar em tudo . Ao aceitar e acessar redes sociais e aplicativos de comunicação, você parece estar acordando com a “obrigação permanente de estar/ser disponível”, o que implica na obrigação de falar de tudo e com todos, o tempo todo.

Não basta trabalhar, estudar, namorar e ajustar a agenda pra sair com os amigos, você tem que dar conta de responder em tempo real o grupo do trabalho, da família, dos amigos e o namorado. Ah, e também não adianta falar que fez um programa legal no fim de semana, tem que marcar quem, onde e quando (se bobear até quanto) e claro, tirar muitas, muitas fotos (até que saia bonito em alguma, mas se não rolar, usa um filtro).Isto explica a chateação daquela sua amiga por você ter demorado um pouco mais de uma semana pra responder uma mensagem, ou aquele pessoal que fica trocando imagens no grupo do whatsapp te cobrando interação na conversa. É “bom dia”, “boa tarde ”, “boa noite ” e um outro tanto de bons (ou não) durante o dia, a noite e a madrugada.

Acontece que, assim como tem dias que a gente acorda reservado e sem vontade de mandar flores pro delegado, bater na porta do vizinho e desejar bom dia, beijar o português da padaria; a gente também não tá afim de ficar com dor no dedinho pra lutar com os caracteres do celular. E quer saber? Tudo bem! Tudo bem se você não responder, se demorar horas ou dias, se não quiser conversar pessoalmente e nem pela tela de vidro nas suas mãos. Tudo bem se permitir tomar um café da manhã sem distrações, ler o livro que gosta tanto sem interrupção de notificações ou dar aquela caminhada no parque só ao som dos pássaros. Não faz mal se você trabalhar sem contar os acontecimentos de cada 5 minutos pra todos os seus amigos, também não tem problema se você der aquela namorada e aproveitar o momento com quem ama. A gente ama e depende muito da tecnologia, mas meus amigos, a vida acontece mesmo é offline.

PS: não, não é uma crítica à ninguém ou nenhum grupo específico. Apenas uma reflexão de alguém que tenta escrever, estudar, trabalhar, namorar, se divertir e responder às mensagens do celular.

E você, já tentou ficar offline hoje?

Permita-se e aproveite a vida, porque ela acontece do lado de fora da tela!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s