Coluna da Maiara – As eleições acabaram: e agora?

image

Antes de tudo quero deixar claro que este texto não é para falar sobre partidos, candidatos, direita ou esquerda e nem para me posicionar com os resultados das urnas.

Mais do que Dilma ou Aécio, eu percebi desde o início da campanha eleitoral e com a proximidade das votações duas coisas muito intensas: a vontade de aprender mais sobre política e uma onda de violência.

Eu nunca entendi muito de política, acho que a verdade é que eu nunca tinha me interessado e ficava atrás daquele discurso “odeio política”, até o momento que eu entendi que todos nós somos políticos e que política se faz todos os dias, não só através dos nossos representantes, mas de nossas atitudes diárias.

Com a internet ficou muito mais fácil pesquisar sobre uma infinidade de coisas, inclusive políticas e candidatos, o que aos poucos foi me aproximando do assunto e me fazendo sair do que chamamos de alienação. E eu percebo que isso aconteceu com muita gente, que mostrou que discutir política pode e deve ser um hábito saudável para a construção de um país melhor.

Por outro lado, muita gente aproveitou o acesso não apenas para se informar e argumentar, mas para atacar aqueles que mantêm uma posição contrária. Eu acho a internet um lugar maravilhoso, mas vejo que ela tem um lado muito covarde e empodera muita gente a atacar o outro, como se tivesse direito de espalhar ódio e insultos. O mais triste ainda é quando isso vem de pessoas que fazem parte de sua vida, o que a gente faz?

A gente discute, tenta apresentar novas ideias, mas tem gente que não está aberto e ok, só nos resta respeitar. É claro que a gente acaba se afastando de algumas pessoas, excluindo outras das redes sociais, mas vamos combinar que não podemos e nem devemos fugir do convívio com todos que pensam diferente de nós, não dá para não falar com o moço da padaria, com a colega de faculdade, com a dona do salão de beleza. A gente não pode se isolar num mundo esquerdo ou direito!

A vida continua e a luta também e a não ser que você seja uma das pessoas que pretende abandonar nosso país (e mesmo que seja), acredito que

todos nós queremos o melhor para nossa pátria e nossa gente. Então vamos aproveitar essa onda de engajamento político para continuar de olho naqueles que escolhemos (ou não), em todas as camadas, do vereador do bairro até à presidência.

No mais, sigamos! O Brasil é tão lindo para abrigar sentimentos e manifestações que não correspondem à sua beleza!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s