Coluna da Maiara: Desejai felicidade para o próximo

Numa
noite da semana passada estava indo para um curso no centro de São Paulo, uma
das regiões que concentra mais moradores de rua na cidade. Estava digerindo uma cena que acabara de ver:
uma família inteira vivendo numa calçada, sujos e visivelmente com fome.

Segui caminhando e pensando em quantas pessoas no mundo
estariam passando pela mesma situação naquele mesmo instante. Em seguida, uma
nova cena chamou minha atenção: numa banca de jornal uma senhora pedia informações
e o jornaleiro muito solícito, após a explicação do trajeto disse a seguinte
frase: “Boa noite, eu desejo que a senhora seja muito feliz”. Ele sorriu, ela
sorriu e eu sorri também. Foi um daqueles momentos em que o coração fica
“quentinho”.

Fiquei pensando naquelas palavras e o que elas significam.
Quantas vezes desejamos que as outras pessoas sejam felizes?

Geralmente estamos tão focados na nossa própria felicidade,
na falta ou na busca dela, que, poucas vezes somos capazes de desejar que
outras pessoas sejam felizes também. E, quando desejamos, costumamos fazê-lo
para aqueles de quem somos próximos: família, amigos, colegas de trabalho,
aqueles que conhecemos.

Quantas vezes já desejamos a um estranho que ele seja feliz?

Eu até aquele momento, nunca tinha o feito. Mas, no meu
longo retorno para casa ainda estava tocada por aquelas palavras e então decidi
que as diria também. Um pouco sem jeito, fui ao banheiro do terminal de ônibus
e uma senhora estava se olhando no espelho, perguntei as horas e ela me
informou. Meu agradecimento contou não só com a palavra obrigada, mas com a
frase: eu lhe desejo felicidades. Aquela mulher sorriu tão genuinamente e me
olhou com a ternura que me fez ter a certeza de que não seria a única vez que
tais palavras sairiam da minha boca.

No final da noite, com um saldo positivo, eu só consegui
pensar que eu desejo que de alguma forma, aquela família da calçada possa ser
feliz também. E eu nem estou me referindo à felicidade ilustrada nos contos de
fada, mas a felicidade que nos permite sorrir com o coração.

E hoje é o que eu desejo a todos vocês que estão me lendo,
aos que não estão também: sejam felizes, como puderem e quiserem, apenas sejam
felizes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s