Coluna da Maiara: Sobre sofrer

 

Semana passada eu falei sobre a felicidade e hoje eu quero
falar sobre o oposto, o sofrimento. Carlos Drummond de Andrade disse que: ”a
dor é inevitável e o sofrimento é opcional”, eu discordo. Eu acho que ninguém
escolhe sofrer, mas por vezes acaba sofrendo por não conseguir ter domínio
sobre as emoções.

Mas o que eu quero destacar é: qual o problema de sofrer?

Vivemos num mundo que rejeita o sofrimento como se ele não
fizesse parte do nosso ciclo, como algo sobrenatural, porém é muito pelo
contrário,

O
sofrimento, assim como todas as outras coisas que somos capazes de sentir são
normais, estranho mesmo é evitar que ele chegue a qualquer custo. Criamos uma
utopia de que devemos ser felizes o tempo todo, sob qualquer razão ou
circunstâncias. Acontece que sofrer, por mais dolorido que seja, pode ser um
momento de reflexões e aprendizados. Quando sofremos ficamos mais sensíveis e
nos permitimos olhar para dentro de nós mesmos e passamos a compreender um
montão de coisas ou não.

A gente teme o sofrimento antes
mesmo que ele chegue, dando espaço para o medo. E aí essa combinação gera
aquilo que chamamos de sofrer por antecipação, sofrer por algo que sequer
aconteceu só pela possibilidade de que fato aconteça.

É claro que é comum e até esperado
que a gente tenha medo de vivenciar certas coisas, o problema é quando nos
privamos de vivê-las pelo medo de sofrer. Abrimos mão de oportunidades
incríveis só porque não sabemos o que virá depois. Mas a graça não é essa?!

Uma amiga outro dia me disse que ia
terminar com um cara super legal, que a tratava muito bem, que gostava dela e de
quem ela também gostava muito simplesmente porque tinha medo de que em um
determinado momento ele terminasse tudo e ela sofresse. Oi? Gente, qual a
lógica?

E quando eu perguntei se ela não ia
sofrer se terminasse com ele, ela disse que sofreria ainda mais. Ué!!!!

A vida não é um jogo de cartas
marcadas, a gente corre riscos o tempo todo, desde que acordamos até o momento
em que vamos dormir. Então por que se preocupar tanto? Por que deixar de viver
o hoje que está sendo prazeroso por medo do amanhã que nem sabemos se vai
chegar?

Eu não quero sofrer e nem que nenhum
de vocês sofra, mas esse é o tipo de coisa que a gente não pode e nem deveria
tentar evitar. O sofrimento faz parte do que vem dentro da caixinha dessa
experiência que chamamos de vida, só quem sofre é quem é capaz de sentir e só
quem sente é porque está vivo. O pacote é completo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s