Coluna da Maiara: A grama do vizinho

 

Esta
é só uma pequena reflexão que gostaria de compartilhar. No último final de
semana recebi um amigo americano em São Paulo e ele ficou maravilhado com a
cidade, com as pessoas, com os lugares e teceu uma série de elogios. Meu amigo
também falou sobre como nos EUA é comum as pessoas ouvirem música brasileira e
apreciar os encantos naturais daqui.

Comentei com ele que as coisas aqui
funcionavam no sentido oposto, já que os brasileiros têm o hábito de valorizar
mais tudo que é de fora, desde lugares aos produtos que consome, ele ficou
abismado e disse que deveríamos nos orgulhar da nossa cultura, mesmo com todos
os nossos problemas.

Meu objetivo aqui não é iniciar uma
discussão política, mas apontar algo que fazemos constantemente não só com a
nossa nação, mas com nossas próprias vidas: admirar a grama alheia e se
esquecer da nossa.

É saudável admirar outras pessoas
por suas conquistas e qualidades, entretanto, o problema começa quando nos
comparamos e desvalorizamos aquilo que é nosso por ser diferente do que é do
outro. Como podemos florescer se não cuidamos dos nossos jardins?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s