Coluna da Maiara: Cadê nossa humanidade?

Todos
os dias tenho tido experiências com o transporte público e cada vez mais tenho
a certeza de que estamos perdendo nossa humanidade.

Nesse
momento escrevo este texto com um curativo no joelho, pois fui empurrada da
escada do ônibus em um terminal para integração por passageiros apressados que
queriam sentar. Eu caí e me machuquei um pouco, fiquei lá, estatelada no chão
enquanto as pessoas corriam em busca de lugares.

O
meu relato não é nada comparado ao de uma pessoa que atendi que caiu no vão
entre o trem e a plataforma em horário de pico na estação Luz. A mesma teve
todo seu corpo ferido e ficou à beira da morte e observada por muitos que
negaram ajuda, sendo necessário que uma pessoa já dentro do trem ouvisse seus
gritos e a socorresse.

Além
de episódios como os contados acima, sinto que estamos perdendo nossa
humanidade porque é cada vez mais comum não nos sensibilizarmos com a dor e
sofrimento alheio. Vivemos em um país imerso em problemas políticos e sociais e
não venho discuti-lo neste momento, embora eu defenda a importância disso
também!

O
que quero dizer é que estamos tão automatizados e esmagados por nossas rotinas
e necessidades que nos esquecemos de que não somos os únicos cansados, com
pressa, com fome ou problemas.

Cadê
nossa humanidade? Por favor, não deixemos que também roubem isso de nós!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s