Sempre é tempo de mudar!

Mudança, essa tem sido uma palavra bem frequente nas minhas reflexões nos últimos tempos. Mudei bastante, é claro, mas as vezes a gente não percebe que mudou, né? As vezes a gente se menospreza, não se acha capaz de implementar determinadas mudanças em nosso estilo de vida.

2013 foi um divisor de águas na minha vida. Eu já tinha dito que ele foi “o pior ano da minha vida”, e que hoje o considero “o melhor ano da minha vida”. Sentia que estava acomodada em diversos aspectos, que não tinha ânimo pra por em prática em ideias que fervilhavam na minha cabeça e, embora ainda me ache um pouco preguiçosa, consigo analisar as mudanças que aconteceram e ver o quanto já melhorei nesse aspecto.

Quando vejo que consegui concluir meu ano sem compras, parar de comer carne, tentar reduzir o meu impacto no meio ambiente, cozinhar mais (especialmente nessa questão, porque eu adorava pesquisar receitas na internet, mas nunca fazia), me tornar uma pessoa mais paciente, lidar melhor com a minha impulsividade, ser menos ansiosa, ter mais tempo livre pra fazer as coisas que gosto, consigo ver que sim, é possível realizar muitas coisas através de pequenos passos.

Semana passada falei aqui sobre isso: que as vezes esperamos acontecimentos grandiosos, mas não reconhecemos os pequenos passos diários que são parte das nossas transformações mais profundas. Quando a gente se dá conta, já concluiu um projeto, já se tornou mais espiritualizado, já fez aquilo que queria fazer. E é claro, as metas, objetivos, sonhos sempre continuam dentro da gente e vão mudando tanto conforme o nosso amadurecimento, quanto com as suas realizações.A gente conquista uma coisa e logo novos sonhos e desejos são despertados dentro de nós. É isso que nos move. E é fantástico quando a gente para pra pensar e vê que sim, conseguimos fazer muitas coisas, que conseguimos nos aprimorar… Com pequenos passos rumo a grandes realizações.

Já parou pra pensar sobre a sua vida? As coisas com as quais sempre sonhou, seus objetivos, seus planos? É legal pensar sobre isso, mas sempre com equilíbrio. Pensar demais também não faz bem. A gente costuma se comparar com os amigos pra conferir se realmente somos “bem sucedidos” e temos como parâmetro o que a sociedade nos diz que significa sucesso: dinheiro, trabalho, carro, viagens… E na verdade ser bem sucedido na vida é ser feliz com quem você é. E isso não é se acomodar, mas aceitar as situações com mais leveza, aceitar seus defeitos e qualidades, exercitar o amor próprio e o respeito por você, pela sua história, sem se comparar com outras pessoas que além de serem OUTRAS, tem vivências diferentes das suas.

Cada manhã quando acordamos e somos presenteados com mais um dia de vida é a possibilidade de recomeçar, de se permitir experimentar e mudar. Permita-se mais! As nossas conquistas diárias, ainda que pareçam pequenas aos nossos olhos são o que nos permitem realizar as grandes coisas com as quais sonhamos. Só precisamos começar!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s