Menos bens materiais, mais experiências!

image

Esse momento de crise tem feito as pessoas pensarem duas
vezes antes de abrir a carteira ou passar o cartão de crédito. Elas também tem
comprado de forma mais consciente, analisando a real necessidade da compra,
deixando de lado o supérfluo e refletindo sobre a maneira de consumir. Isso não
é fantástico? Claro que é! Isso não é recessão, isso é uma necessidade de olhar
com mais carinho pra tudo aquilo que a gente tem. É momento de mudança, de
renovação de valores e isso é maravilhoso!

O que mais tenho percebido é que as pessoas tem procurado
gastar seu dinheiro muito mais com experiências do que com a aquisição de bens
físicos. Além disso, tem buscado novas formas de lazer. Sou suspeita pra falar
da bicicleta, mas ela é uma atividade fantástica: com ela a gente se exercita,
faz novos amigos, conhece lugares maravilhosos e tudo isso a um preço
acessível, porque a gente não precisa comprar a bicicleta da última geração.
Desde que comecei a pedalar conheci lugares fantásticos na minha cidade e na
região. Não tenho carro, então, seria mais difícil fazer todo esse tour que
tenho feito pelas redondezas.

Em 2013, assim que comecei essa mudança de vida, ganhei de
presente de aniversário um voucher pra ir ao meu restaurante preferido e foi um
dos presentes que mais amei! Nossa cultura prega que presentear alguém sempre
precisa ser com um bem material, e muitas vezes damos ou ganhamos presentes que
não tem muito a ver com a gente, não é? Então, porque não aproveitar esse
momento de grana mais curta pra gente mudar a nossa forma de presentear? Porque
não oferecer um jantar, dar um passeio, oferecer o nosso tempo numa tarde ou
numa noite de bate papo para aquela pessoa que a gente tanto ama? Estamos
vivendo tempos de correria, onde o ano passa voando e a gente sempre tem aquela
conversa quando encontra o amigo: “vamos combinar alguma coisa”? e quando damos
conta anos se passaram e não mantivemos o vínculo além do bate papo do
facebook.

O tempo é o nosso bem mais valioso! Nossa vida passa num
piscar de olhos e não levamos nenhum bem que adquirimos aqui quando partimos. Porém,
as experiências que vivemos, os livros que lemos, as conversas que temos, isso
sim é o que conta na nossa passagem terrena. E não é fantástico saber que o que
temos de mais precioso, o nosso tempo, não custa dinheiro nenhum? Custa boa
vontade, custa disposição. Só precisamos disso pra aproveitar a vida de
verdade. Quando temos menos itens materiais, temos mais tempo pra aproveitar
com o que realmente gostamos. E muitas dessas coisas são gratuitas. Que tal valorizarmos mais isso?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s