A era do imediatismo

image

“Preciso disso pra ontem” ou “tenho que resolver isso agora”. Afirmações bastante comuns no nosso dia a dia. Vivemos a era do imediatismo que nos leva a tomar decisões impensadas, decisões das quais acabamos por nos arrepender. A gente age sem pensar, se deixa levar pela emoção e o calor do momento. Algumas coisas tem conserto, outras não. E assim, vivemos numa ansiedade que é repassada adiante, que contamina o outro, que desestrutura o ambiente.

Tem quem fique possesso porque o outro demora pra responder a mensagem no whatsapp. Temos a “obrigação” de estar disponível 24 horas por dia, 7 dias da semana. Falta paciência no trânsito, nas filas, na espera da encomenda pelo correio. Queremos tudo AGORA. E, como estamos impotentes em relação a grande parte situações, vamos acumulando essa ansiedade, distribuímos xingamentos e ofensas gratuitamente, especialmente para as pessoas mais próximas.

Será que agindo assim conseguiremos mudar as coisas? Não. E exercitar nossa paciência é um dos exercícios mais difíceis do nosso aprimoramento. Falo por experiência própria, pois sempre fui uma pessoa ligada no 220. Fazia mil coisas ao mesmo tempo, vivia naquela ansiedade e não tinha noção disso. O resultado? Crises de stress e síndrome do pânico. Minha conclusão? Não dá pra abraçar o mundo. Uma coisa de cada vez, com consciência, com paciência. Ou mudamos ou somos consumidos pela ansiedade.

O que ajuda a mudar? Presença. Estar plenamente presente em qualquer coisa que estejamos fazendo: se estamos no banho, tomamos banho com consciência; se caminhamos, também o fazemos com o máximo de presença; se nos alimentamos, é sentindo o sabor, mastigando, refletindo sobre o caminho que tudo aquilo levou pra chegar no nosso prato. Meditação, como um hábito a ser implementado em nossa rotina. Começa-se com pouco tempo, com a tentativa de acalmar os pensamentos e logo a mente acalma e conseguimos visualizar os benefícios por ela gerados: nos tornamos muito mais pacientes com nós mesmos e com os outros.

A natureza é a nossa grande mestra e nos ensina muito a respeito de como a vida funciona: tudo no seu tempo. A semente não nasce de um dia para o outro. É preciso cuidado e paciência para colher seus frutos. Através de pequenas ações somos capazes de realizar grandes mudanças!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s