Links interessantes da semana #02

image

1- Viajei mais de 5.000km do Sul ao Nordeste com R$176,50 no bolso – na Folha de São Paulo

______________________________________________________________________________________________________

image

2- Novos hábitos de consumo (e de descarte) – no Hoje vou Assim OFF

______________________________________________________________________________________________________

image

3- 2016: O ano da presença – no blog da Clara Baccarin

______________________________________________________________________________________________________

image

4- Um jeito simples de fazer compostagem – no site da ONG Plante Vida

______________________________________________________________________________________________________

 

image

5-  Uma carta de amor à imperfeição – no Minimal

______________________________________________________________________________________________________

 

image

6- Economia circular: o modelo que propõe um reaproveitamento sistemático de tudo o que é produzido – no E-Cycle

______________________________________________________________________________________________________

 

image

7- A palavra do ano: Coragem – no Frugalidades

______________________________________________________________________________________________________

 

Esse trecho do livro: “Por que amamos cachorros, comemos porcos e vestimos vacas”, de Melanie Joy:

 

“É um fenômeno curioso o modo como reagimos à ideia de comer cachorros e outros animais não comestíveis. Ainda mais estranho, porém, é o modo como NÃO reagimos à ideia de comer vacas e outros animais comestíveis. Há uma disparidade, uma lacuna, um elo perdido entre o processo perceptivo quando se trata de espécies comestíveis; não conseguimos fazer a conexão entre a carne e sua fonte animal. Você já se perguntou por que, dentre dezenas de milhares de espécies animais, você provavelmente sente repugnância ante a ideia de comer praticamente todos, com exceção de um pequeno punhado deles? O que mais impressiona em nossa seleção de animais comestíveis e não comestíveis não é a PRESENÇA de repugnância, mas a AUSÊNCIA dela. Por que NÃO temos aversão a comer a tão pequena seleção de animais que julgamos comestíveis?”

Bom final de semana pra vocês!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s