O que o minimalismo me ensinou

Desde que comecei a ler mais sobre o minimalismo e assuntos relacionados, minha vida se transformou de uma maneira que não dá pra explicar. Acredito que as pessoas que sempre tiveram contato comigo conseguem ver e entender melhor do que falo: eu mudei demais. E foram tantos aprendizados, tantas descobertas que é preciso partilhar para que mais pessoas também se inspirem a empreender uma viagem para dentro de si mesmas!

Aprendi:

– que não há necessidade de abarrotar nossos
armários de roupas, sapatos e até mesmo comida;

– que comprar não é terapia,nem deve ser uma fuga dos
nossos problemas (afinal, quando a gente encosta a cabeça no travesseiro nossos
“monstros” continuam ali, pra nos atormentar). Comprar pode até nos dar um prazer
momentâneo, mas efêmero;

– que quando nos permitimos realizar um mergulho interior e abandonar nossas máscaras, por mais dolorido que seja, nos libertamos e nossas vidas se tornam mais leves;

– que nos libertando da constante necessidade de aprovação alheia nos tornamos aptos pra ser quem realmente somos, com qualidades e defeitos;

– que precisamos destralhar também as nossas emoções, aceitando-as e integrando-as para que não sigamos a vida carregando culpa, medo, rancor;

– que não existe emoção/sentimento “bom” e “ruim”, mas descobrimos que tudo tem seu lado complementar e que bom e ruim são necessários;

– que enquanto nos vitimizarmos e colocarmos a
culpa dos nossos problemas nos outros jamais seremos capazes de resolvê-los
(precisamos assumir 100% de responsabilidade pela nossa vida)

– que a gente colhe o que planta e que precisamos
tomar consciência de que cada ação/escolha nossa tem um preço a ser pago;

– que todos somos parte da mesma coisa: estamos
interligados uns com os outros e com a natureza;

– que precisamos ver além do EGO: se somos todos um, precisamos desenvolver nosso senso de coletividade, precisamos olhar para cada pessoa com empatia, compreendendo que o que faço ao outro faço a mim mesmo;

– que partilhar é preciso, pois o planeta já dá sinais de que o nosso modelo econômico e extrativista que mais recebe do que dá está nos levando ao caos e a destruição;

– que precisamos compreender a essência do minimalismo e aplicá-la onde quer que desejemos, de acordo com nossa realidade individual;

– que a vida simples nos ensina a valorizar o abstrato, as experiências, as trocas e o contato que fazemos com os outros. E que cada pessoa que cruza nosso caminho tem a nos ensinar exatamente o que precisamos;

– Que nossa vida ganha significado maior quando valorizamos as coisas que realmente importam. Que não há nada de errado em possuir coisas, contanto que elas não possuam, que não nos escravizem nem nos façam sacrificar o que temos de mais precioso para adquiri-las: nosso tempo!

Anúncios

6 comentários sobre “O que o minimalismo me ensinou

    • Bruna disse:

      Oi Anna, tudo bem? Então, já estava querendo melhorar o site pra mim e para que os leitores pudessem interagir mais! Seja sempre bem vinda por aqui! Beijão!

      Curtir

  1. Michelle disse:

    Também curti a mudança! Sábio post. Engraçado que observar uma pessoa que está no caminho do minimalismo há mais tempo, vc no caso, me faz perceber o quanto já progredi na minha própria experiência pelo caminho e o quanto ainda posso progredir. O melhor é a sensação de liberdade aumentando a cada mudança, a cada “peso” que fica pra trás. Preciso fazer um balanço como o seu. 🙂 Bjão, Bruna!

    Curtir

    • Bruna disse:

      Oi Michelle! Seja bem vinda! Que bom que gostou! As vezes, quando eu penso que a minha vida está meio parada eu faço um balanço. De 2013 pra 2016 eu mudei demais e continuo mudando. E é bom a gente ir buscando algo que nos preencha e que dê mais significado pra nossa vida, né? Assim a gente consegue sentir se está ou não no caminho certo, e isso só a gente pra saber!

      Beijo grande pra você! :*

      Curtir

  2. aeriagirl disse:

    Adorei o post, Bruna!
    Me identifiquei muito com o que você falou, eu tambem senti uma mudança grande em todos os aspectos da vida depois que adquiri ao minimalismo. Trás até uma sensação de estar mais leve né?

    Beijo

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s