Não “gourmetizem” a simplicidade!

foco-simplicidade-steve-jobs

Ser simples está “na moda” e vejo isso por dois ângulos: o primeiro, positivo, pelo fato da mensagem de uma vida com o essencial estar sendo mais propagada, por gerar reflexão nas pessoas em relação ao consumo, ainda mais no momento de redução de gastos “forçada” em que nos encontramos (já falei sobre isso aqui); o segundo, negativo, por estar sendo propagada também uma certa “gourmetização” da simplicidade, uma complicação, uma burocratização de algo que não era pra ser assim.

Simples é tudo o que descomplica. Ponto final. A gente pode simplificar nossa vida de mil maneiras e da forma que acharmos necessária: no trabalho, no estilo de se vestir, na decoração da sua casa, no nosso modo de lidar com nossos problemas, na organização da rotina, no desenvolvimento de projetos pessoais… Enfim, a gente pode e deve descomplicar nossa rotina pra ter uma vida mais leve. O propósito de uma vida mais simples é fazer com que a gente tenha conosco apenas aquilo que é importante pra gente, e isso é algo pessoal: o que é importante pra mim não é importante pra você e vice-versa. O ponto então é compreender a essência minimalista e aplicá-la no nosso dia a dia de acordo com a nossa realidade.

Além da gourmetização da simplicidade, e de demais áreas da vida, um outro ponto que me deixa chateada é gourmetização da espiritualidade. Estamos em um momento bastante importante cosmicamente falando,  momento de transições, de grandes mudanças, onde várias pessoas estão se conectando com seu lado espiritual. O problema é que eu, por exemplo, fui dar uma pesquisada pra fazer um retiro espiritual com um guru que admiro muito e, quase caí da cadeira quando vi o preço. Por mais que eu leia muito, pesquise, sinta, aprenda na minha vivência cotidiana, tenho vontade de participar de uma experiência diferente como essa, mas isso se torna absolutamente inviável: R$3.000,00 para um final de semana de retiro? Não dá.

Então, como falei lá no começo desse post: assimile o que for legal, faça o que estiver ao seu alcance, mas não se atenha às regras.Quanto mais simples, melhor.

Anúncios

2 comentários sobre “Não “gourmetizem” a simplicidade!

    • Bruna disse:

      Drika, que massa você por aqui! Ainda não tô morando em chácara mas é meu plano… Plantar o máximo de coisas possível, ter tempo pra curtir a natureza, estar conectada a ela… é isso o que eu quero pra minha vida. 🙂

      Beijos e seja sempre bem vinda!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s