Não temos que ser produtivos o tempo todo

6474bdb0f69063a74a0cb1ada6e436df.jpg

Não temos. Essa noção que temos de produtividade está fortemente vinculada à quando as industrias começaram a funcionar, com linha de produção, com tempo. E é uma pressão gigantesca na gente ter que ser produtivo para os outros. Ter que ter sempre boas soluções, estar sempre ligado às notícias do nosso país e do mundo, estudar, trabalhar, pensar, descansar, se exercitar… Como que a gente dá conta de fazer tudo isso em apenas 24 horas e ter serenidade? Acho que estou velha demais pra acompanhar esse ritmo. Mas o que acho mesmo é que não faz sentido essa correria toda.

Sempre gostei muito das artes, especialmente da fotografia. Mas ainda que eu tenha alguns projetos mais artísticos do que comerciais, tenho uma séria dificuldade em ter inspirações legais em determinadas épocas, especialmente quando há muita coisa a ser feita em outros setores da minha vida. É como se eu me bloqueasse pra esses projetos e me dedicasse à qualquer outra coisa que precisasse ser feita naquele momento e só conseguisse fazer uma coisa de cada vez.  Compreendendo isso, aprendi a não me cobrar criatividade e produtividade nesses projetos o tempo todo. Precisamos parar e não fazer nada.

Esse trechinho do livro “Roube como um artista” exprime o que eu penso:

Reserve um tempo para ficar entediado. Uma vez escutei um colega de trabalho dizer: “Quando fico muito ocupado, fico idiota”. Totalmente de acordo. Pessoas criativas precisam de tempo para sentar e não fazer nada. Tenho algumas de minhas melhores ideias quando estou entediado, e é por isso que levo minhas camisas para a lavanderia. Eu adoro passar minhas camisas – é tão entediante que quase sempre gera em mim boas ideias. Se está sem ideias lave a louça. Faça uma longa caminhada. Fique olhando para um ponto na parede o máximo de tempo que puder. Como a artista Maira Kalman diz: “Evitar trabalho é a maneira de focar minha mente.” Reserve tempo para se distrair. Perca-a. Sonhe. Nunca se sabe aonde isso vai levar.

Precisamos parar de nos culpar por não ser produtivos e precisamos começar a fazer “vários nadas”. Não somos robôs, somos pessoas que passam por momentos bons e ruins e não há nada de errado com isso. Temos uma vida pessoal e, honestamente acho que é muito difícil separá-la do trabalho, por que não somos duas pessoas distintas, somos UMA pessoa que faz várias coisas, que é mãe, filha, esposa, namorada, avó, tia, que faz faxina, que cuida dos filhos, que estuda, que viaja, que ajuda os amigos e que trabalha. Não se cobre demais por não ser produtivo o tempo todo. Aprenda que é absolutamente normal não o ser e que precisamos do ócio para renovar nossas energias, nossos sonhos e nossas vontades e que é nos momentos de maior relaxamento que temos as nossas melhores ideias.

Anúncios

7 comentários sobre “Não temos que ser produtivos o tempo todo

  1. Jaci disse:

    Adoro ler textos que colaboram com essa ideia de desacelerar a vida. Eu se entro num ritmo muito intenso a minha alma sente logo angustia, preciso demais de tempo dedicada ao meu interior. Beijão

    Curtir

    • Bruna disse:

      Oi Jaci! Na verdade o ritmo mais “lento”, que é natural. Essa correria louca que a gente vive é totalmente fora da realidade que devemos ter para ter uma vida equilibrada. Beijão!

      Curtir

  2. Rosana disse:

    Bruna,

    Gostei muito do seu post.

    Temos que fazer muito, sermos produtivos o tempo todo, dormir o mínimo possível (dormir ainda é considerado “perda de tempo” por muitos.
    Como você disse: fazer tudo isso e ainda ter serenidade?
    Para mim, isso não é possível, pois são 2 coisas conflitantes.

    Se formos seguir a matrix, a vida passa, ficamos atolados em dívidas e sonhos que não são nossos.

    “Essa correria louca que a gente vive é totalmente fora da realidade que devemos ter para ter uma vida equilibrada.”
    Você disse tudo.

    Boa semana!

    Curtir

    • Bruna disse:

      É isso mesmo, Rosana! Lembro que quando eu estava fazendo cursinho um professor disse: “o que voce faz da meia noite as 06?” e a gente respondia “dormimos”. Ele replicava: “deixa pra dormir quando voce morrer”. Sem noção, né? 😦

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s